Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jornal de musica Portuguesa jornalsomusica@sapo.pt


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:32

16
Mai15

Festival i

por Jornal Só Musica

Festival i - o programa ao detalhe ÁGUEDA, 15, 16 e 17 MAIO DESDOBRÁVEL DO PROGRAMA (VERSÃO DIGITAL) http://issuu.com/dorfeu/docs/desdobravel_festival_i_2015_web-02/1 http://www.dorfeu.pt/i SEXTA 15 MAIO 10h30 e 14h30, sessões escolares (v. no fundo da página) 21h00, Rua da Venda Nova Reentrâncias da Venda Nova A noite começa com as animações do Teatro Infantil d'Orfeu pela rua adentro, nos seus mini-pátios e mini-jardins. O público é convidado a entranhar-se nas frestas que a rua conserva. 21h30, Rua da Venda Nova  Era Uma Vez...2 Pés! - Teatro dei Piedi (Itália) A espantosa arte de teatro visual com os pés, na noite de abertura, com a rua da Venda Nova transformada em auditório ao ar livre. Com uma genial mímica corporal, cada parte do corpo se veste e transforma em frente aos espectadores, criando incríveis figuras com os próprios pés da actriz. Espectáculo fascinante que encanta todas as idades. Autêntica poesia com os pés! SÁBADO 16 MAIO 10h30, Biblioteca Municipal Manuel Alegre Crassh Babies Combinação de percussão e movimento, em que tudo é pretexto para produzir som. Da voz ao pvc, tudo serve para estimular os sentidos e proporcionar momentos únicos entre pais e bebés.  11h00, Junta de Freguesia de Águeda e Borralha Borbolino (nova versão) O grilo Borbolino regressa para novas e formidáveis aventuras, em estreia de nova versão do espectáculo. Esta história demonstra como, entre diferentes criaturas, se podem criar laços infinitos. Uma formidável amizade entre uma criança e um grilo cantor apaixonado. 14h30, Auditório Ana Paula Silva Adormecida - Marionetas de Mandrágora Fiar e tecer sem parar. A ladaínha na construção de um fio de lã, como trajecto que vai do novelo ao tecido. Entre a roca e o fuso, um espectáculo de beleza única sobre duas fiandeiras de um tempo perdido. Adormecidas, suspensas, aprisionadas pelo seu trabalho, precisam de se libertar, de acordar. Uma das mais prestigiadas companhias de marionetas do país pela primeira vez no i. 14h45, Adro da Igreja Lullaby - Cão à Chuva Vagueia sozinho e desleixado um palhaço esquecido, de nariz gasto e roupas mal lavadas. Vive, triste, o seu aniversário. Precisa de ajuda para reencontrar a alegria, este palhaço bizarro e provocador. 15h30, Auditório do CEFAS Peregrinação - Marcelo Lafontana Num palco transformado em estúdio de cinema, as imagens de minúsculas marionetas são recolhidas e tratadas por um sistema informático que sonoriza e insere efeitos especiais para uma projecção de grande formato, tudo em tempo real. Uma espantosa versão multidisciplinar das aventuras do maior anti-herói da história portuguesa quinhentista, Fernão Mendes Pinto, aqui um personagem intemporal. 16h45, Espaço d'Orfeu (pátio) Homem-Orquestra - Encerrado Para Obras Um músico que toca vários instrumentos em simultâneo é um verdadeiro homem-orquestra. Também o reportório é inesgotável e adaptado às circunstâncias. Junte-se ao coro quem quiser.  17h30, Espaço d'Orfeu (quintal) O Ninho (El Niu) - Dudu & Cia. (Catalunha) Espectáculo de clown gestual, sem palavras e com piano ao vivo. Chegam com as suas malas de viagem, muitas, de todos os tamanhos, sem se perceber se têm destino. Um pedaço de giz dá asas à imaginação. Interacção constante, sem regras, por dois seres enigmáticos cuja presença não nos deixa indiferentes. São personagens com alma de pássaro, perspicazes, que cativam imediatamente. 18h15, Espaço d'Orfeu (tenda) Canta-me Como Foi - Escola de Artes da Bairrada Concerto temático com as melhores músicas de um dos marcos da história recente de Portugal, o 25 de Abril. Nos anos setenta e oitenta, o imaginário infantil foi povoado por estas canções dos adultos. Estes, por sua vez, viviam uma euforia infantil, com a conquista da liberdade. O corpo criativo da Escola de Artes da Bairrada encerra o non-stop de sábado com uma apoteose para todas as idades! DOMINGO 17 MAIO 10h30, Espaço d'Orfeu (tenda) Encontro de trad'Orquestras Infantis - opÁ! convida o planalto mirandês A opÁ! - orquestra percussiva de Águeda, projecto pedagógico da d’Orfeu em parceria com instituições sociais do concelho, depois de um ano de grandes feitos, acolhe em Águeda a visita de um projecto congénere de outro ponto do país. No caso, de uma ponta do país: do planalto mirandês, chega o Coro das Escolas de Miranda do Douro e a alegria da sua música em língua própria. A festa vai ser bonita, com largas dezenas de pequenos músicos, de Águeda e das Terras de Miranda, juntos para novas tradições. 14h30, Auditório Ana Paula Silva Luminoso - Encerrado Para Obras O Sr. Luminoso é contador de histórias, músico, malabarista, detective e um bocadinho cientista. Vive numa aldeia banhada pelo sol, a Soalheira, com a sua companheira Maria da Luz, a luz dos seus olhos. Mas um dia o sol desaparece do céu! Uma viagem ao mundo da luz e da cor, explorando diversos tipos de iluminação e recorrendo a conceitos científicos trocados por miúdos.    14h45, Adro da Igreja Portugal dos Cabeçudos - Cabeças no Ar e Pés na Terra Mini-espectáculo de marionetas cabeçudas que sintetiza o que é ser português desde o berço Afonsino até aos nossos dias. Baseado em factos históricos e em aldrabices ao mesmo tempo.    15h30, Auditório do CEFAS Bandas Sonoras de Bolso - Aquilo Que Vocês Quiserem Cinco jovens vozes femininas e os seus instrumentos de bolso, com divertidas versões de bandas sonoras de filmes. Além de excelentes intérpretes e instrumentistas, estas miúdas vivem a música com uma naturalidade e intensidade que, em vez do palco, mais parecem estar na informalidade de uma sala de estar. Não é certo que os graúdos gostem menos que os filhos. 16h45, Espaço d'Orfeu (quintal) Contos ao Pôr-do-Sol - O Nariz Quem conta um conto acrescenta um canto. Histórias contadas e também cantadas. Sessão de música e contadores de histórias, tradicionais ou de autor, à sombra das árvores do quintal. 17h30, Espaço d'Orfeu (latada) À Espera que Volte - Teatro do Montemuro Peça de teatro para um actor e 7 crianças do público. Piotor não é português, é russo. Caiu de um avião de carga numa noite de temporal, numa serra árida onde depois de muito andar no escuro, encontra um cão, que o leva para junto do seu rebanho e assim chegam à aldeia. Na aldeia há um teatro e Piotor revela-se! É ali que apresenta a história de uma viagem mágica de uma gota de água. 18h15, Espaço d'Orfeu (tenda) De Paseo - Claire Ducreux (França/Catalunha) Um banco de jardim não quer ficar no sítio e uma dançarina quer sentar-se. Um solo de dança no meio do nada. Um momento gracioso, delicado, fascinante. Engraçado também. Ou como os grandes espectáculos não precisam de grandes meios mas sim de grandes intérpretes. Um dos momentos mais ternos do festival está guardado para o fim. Claire, uma artista maior a encerrar o i! Animação Permanente (Sábado e Domingo)  11h00, Baixa da cidade | 16h30, Adro Banda às Riscas Estes músicos-clown vão espalhar risos, energia e boa disposição por onde passarem, com temas do imaginário popular e circense. São às riscas mas não seguem nada à risca. Animação garantida. 16h00 - 19h00, Espaço d'Orfeu Assistência Lúdica em Viagem + Parqu'i + A Seguir és Tu!  O Espaço d’Orfeu vai estar mais animado que nunca! A Lud In e a Escola Profissional de Aveiro vão encher o espaço de jogos, diversões e pinturas, num parque lúdico permanente, para todos.  Sessões Escolares (Sexta 15 Maio) 10h30, Auditório do CEFAS A Maior Flor e Outras Histórias Segundo José - Teatro Art'imagem Inspirado na obra de José Saramago, com as criaturas reais, mais ou menos fantasiadas, que povoaram a sua infância e as recordações do que era viver, trabalhar e brincar na sua aldeia.        14h30, Instituto Duarte Lemos Cavaleiro, Procura-se! - Teatro das Beiras Homenagem aos saltimbancos do imaginário do teatro itinerante. O valente cavaleiro salva sempre a princesa, mas esta história de capa e espada é contada à luz dos tempos modernos. 14h30, Auditório Ana Paula Silva Smile - BAAL 17 O acaso junta duas personagens que, com um sorriso sempre à mão e a ternura sempre ao pé, questionam o que se esconde por trás de um sorriso. Smile, um espectáculo sem idade.  http://www.dorfeu.pt/ http://dorfeu.blogspot.com/ http://www.facebook.com/dOrfeuAC

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:02

16
Mai15

Biografia de Xibata

por Jornal Só Musica

Nuno Rebelo aka Xibata, nasceu e cresceu no Porto, cidade onde é um dos pioneiros e grande impulsionador do movimento Reggae/Dancehall. A sua paixão pela música surgiu desde cedo, passando anos em rodas de capoeira e encontros de percussão, o que o levou a querer impregnar-se da cultura, viajando até aos países originários destas artes. Partilhou o conhecimento adquirido realizando espetáculos, aulas e workshops. Sempre gostou e acompanhou a música Reggae mas só quando se fixou em Bristol, UK, é que aprofundou seu conhecimento da música jamaicana e começou a sua colecção de vinil, elemento fundamental na sua bagagem cultural de artista. Xibata 2.jpg Após anos a ouvir o som contagiante do Roots Rock Reggae, Xibata iniciou a sua actividade como Dj numa visita a ao Porto no ano 2000. A experiência foi muito positiva e a aceitação por parte do público foi grande, o que o levou a continuar o investimento e o gosto pelo vinil e pelo djing, começando a tocar em bares e festas nas suas visitas regulares a Portugal. Em 2002 volta para o Porto onde se fixa e começa a organizar festas que tiveram, desde logo, grande adesão por parte do público, dando inicio a um movimento regular na cidade. Isso levou a que, em 2004, se fixasse no espaço portuense Contagiarte, onde criou a “Massive Reggae Session”, uma noite semanal dedicada à música jamaicana e à cultura Sound System, que revolucionou a noite da cidade invicta, onde teve a oportunidade de trabalhar com a maioria dos Djs, Soundsystems e bandas Reggae nacionais. Durante quase uma década, Xibata deu a conhecer o seu trabalho a um público cada vez maior que todas as quartas-feiras enchia o dancefloor do Contagiarte, vindo de todos os pontos do país e até de Espanha, para sentir as vibrações da música de influência jamaicana e a energia contagiante de Xibata e seus convidados. A dedicação de tantos anos, a tocar todas as semanas em vinil, muitas vezes durante 6 horas seguidas, fizeram com que Xibata desenvolvesse capacidades inigualáveis e proporcionaram-lhe uma atitude no palco incomparável. Este factor, aliado ao vasto público que frequentava semanalmente as suas noites, fez com que conquistasse um grande número de fãs e fosse chamado para mostrar a sua arte um pouco por todo o país e também no estrangeiro. Actuou em conhecidas casas de espectáculo e clubs de norte a sul do país, como o Coliseu do Porto, Teatro Sá da Bandeira, Hard Club, Pacha, Santiago Alquimista, Armazem F, Teatro São Mamede, Meo Spot, etc. Participou em eventos como a Queima das Fitas do Porto, Vila Real, Évora e Beja, entre outras. Participou também em vários dos grandes festivais nacionais como o Sumol Summer Fest (Ericeira), Positive Vibes (Gaia), Surf at Night (Esmoriz) e Festival Secundário (Gouveia) entre muitos outros. No estrangeiro, onde é reconhecido pelo trabalho desenvolvido em Portugal, Xibata atuou durante seis anos consecutivos no maior festival dedicado à música jamaicana na Europa, o Rototom Sunsplash (Itália e Espanha). Atuou várias vezes na Alemanha, em França e um pouco por toda a Espanha, em alguns dos mais conhecidos clubs de Reggae da Europa. Neste seu percurso, Xibata teve o prazer de partilhar o palco com grandes lendas da música jamaicana como Inner Circle, Max Romeo, Lee Perry, Black Uhuru, UB40, Abyssinians, Israel Vibration, Horace Andy, Don Carlos e Sister Nancy, assim como com grandes nomes da atualidade como Gentleman, Alborosie, Richie Spice, Charly Black, Lutan Fyah, Morgan Heritage e Million Stylez, entre muitos outros.Xibata 5.jpg Foi membro de dois coletivos nacionais que marcaram o movimento “Sound System”, Riddim Culture Sound e Portal do Reggae Sound, e fundou, em 2010, o coletivo Celebration Sound, um dos mais populares sounds portugueses da atualidade. A sua convivência diária com esta cultura e com o microfone fez com que começasse a escrever as suas letras e que gravasse alguns temas a nível experimental que se tornaram um sucesso na internet, atingindo rapidamente muitos milhares de visualizações. Foi o início de um novo ciclo na sua carreira, desta vez como cantor, que começa com a apresentação do single “Mantém a Chama Acesa” editado em vinil em 2012 e continua com o lançamento, em 2015, do EP “Compromisso” onde reúne os seus primeiros temas originais, com participações de artistas nacionais e produtores europeus de renome. Regressa agora com a sua nova banda - Yard Movement Band - composta por 11 elementos (bateria, baixo, guitarra, dois teclados, trio de sopros, percussão e backing vocals) que tem levado o público numa fascinante e imperdível viagem musical. Xibata 4.jpg Festivais em que participou: Rototom Sunsplash de 2009 a 2014 (Itália e Espanha) Sumol Summer Fest 2013 (Eriçeira) Positive Vibes 2012 e 2013 (V.N.Gaia) Festival Secundário 2013 e 2015 (Gouveia) Azurara Beach Party 2014 (Vila do Conde) Gaia Reggae Fest 2011 Surf at Night 2010, 2011, 2012, 2013 (Espinho) Rasta Fest 2008 e 2010 (Beja) Festival Mundo 2008 (Viana do Castelo) Good Vibes Festival 2013 (Barcelos) Festival das Cores 2013 (Lousada) Finalistas Espanha: YOLO Fest 2014 (Porto) Benidorm 2011 Zêzere Summer Fest 2014 Calpe 2012 Kool Fest 2009 (Funchal/Madeira) Marbella 2012 Moche Fest 2014 (S.Miguel/Açores) Gandia 2012 e 2013 Festival Garajau 2015 (Terceira/Açores) Benalmadena de 2012 a 2015 Queima Fitas & Semana Académica: Porto 2005 Évora 2006 e 2014 Vila Real 2006 e 2015 Beja 2013 Viseu 2012 Famalicão 2013 Mirandela 2014 Lamego 2011 e 2012 e 2015 ISCTE (Lisboa) 2006, 2010 e 2013 Universidade Católica (Porto) 2010 ISEP (Porto) 2013 FEUP (Porto) 2013 ESTESP (V.N.Gaia) 2013

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:55

10
Mai15

Gritali - Video "Festa na côrte"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:19


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D