Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jornal de musica Portuguesa jornalsomusica@sapo.pt

12
Dez16

Frases de António Variações

por Jornal Só Musica

"Nasci à frente do meu tempo"

"Entre Braga e Nova York"

Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Dez16

Autoria e outros dados (tags, etc)

22
Nov16

Franco - Entrevista

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Out16

Pedro Abrunhosa - "Não posso mais"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

13
Ago16

Vasco Moreira - "Willows and osiers"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Ago16

José Carlos Pereira - "Eu sei lá"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Mai16

Liane Silva - Fogo-fatuo

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Abr16

The Codfish Band -"Hit the road"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Fev16

"Mismatch" - Vasco Moreira-Gritali

por Jornal Só Musica

www.youtube.com/gritali

http://gritali.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Jan16

Um ano depois do lançamento do single “Mar Inteiro”, eis o segundo single do novo álbum dos Salto, “Passeio das Virtudes” (Ed. Autor, 2016). O tema chama-se “Lagostas”. O álbum  vai ser lançado no dia 30 de Janeiro, no Estúdio Time Out, Mercado da Ribeira. [POP-ROCK]

Extraído do blog A Trompa

Autoria e outros dados (tags, etc)

m 9 peças que compõem o programa deste ano do GUIdance, há duas estreias absolutas: “Se alguma vez precisares da minha vida, vem e toma-a” de Victor Hugo Pontes (4 de fevereiro, Centro Cultural Vila Flor) e “Maremoto” de Miguel Moreira, Útero (6 de fevereiro, Centro Cultural Vila Flor). Há duas peças que constituem recriações de duas obras e que são significativas como iniciáticas de identidades dos seus criadores: o português Miguel Moreira na sua relação em movimento entre a dança e o teatro com “Parede” (10 de fevereiro, Plataforma das Artes e da Criatividade) e “Kaash” de Akram Khan (11 de fevereiro, Centro Cultural Vila Flor). Há ainda estreias nacionais – “Hyperfruit” de Ludvig Daae (6 de fevereiro, Plataforma das Artes e da Criatividade), “Je danse parce que je me méfie des mots” de Kaori Ito (dia 11, Centro Cultural Vila Flor) e “Golden Hours (as you like it)” de Rosas, Anne Teresa de Keersmaeker (dia 13 de fevereiro, Centro Cultural Vila Flor). Por fim, o GUIdance apresenta ainda duas peças de referência do repertório de criadores nacionais, “Nevoeiro”, obra de 2013 de Luís Guerra (dia 13 de fevereiro, Plataforma das Artes e da Criatividade) e “Hu(r)mano”, obra de 2014 de Marco da Silva Ferreira (5 de fevereiro, Centro Cultural Vila Flor). Reserve já no seu calendário! Os bilhetes já se encontram à venda. -ASSINATURA GUIDANCE 2016- 35,00 eur (acesso a todos os espetáculos + uma visita às exposições patentes no Centro Internacional das Artes José de Guimarães)

Extraído do blog BMP

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Jan16

esgotar a primeira edição do seu mais recente álbum "Proibido Adivinhar", Sebastião Antunes & Quadrilha apresentam-se, ao vivo, no Centro Cultural Olga Cadaval, no dia 12 de Fevereiro. O espectáculo conta com as participações especiais de Virgul (Da Weasel), que está prestes a editar o seu álbum e aceitou, recentemente, o desafio de Sebastião Antunes para participar numa nova versão do tema "Proibido Adivinhar", Carlos Guerreiro (Gaiteiros de Lisboa), Fernando Pereira (Real Companhia) e vários elementos do Movimento Adufe em Lisboa. Para além de revisitar os temas mais antigos da carreira, o grupo vai, igualmente, viajar pelos temas do novo álbum "Proibido Adivinhar". Sebastião Antunes vai, também, prestar homenagem à cantora Saharaui, Mariem Hassan, com quem partilhou o palco diversas vezes, em Portugal, Espanha e Argélia, neste espectáculo que pretende transmitir muitas das histórias intensas que o grupo tem vivido ao longo de mais de 20 anos de carreira. Bilhetes à venda em Ticketline Extraido do blog BMP

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Jan16

Vasco Moreira-Gritali | "November"

por Jornal Só Musica

http://videos.sapo.pt/zagati

http://gritali.blogs.sapo.pt

www.palcoprincipal.com/vasco_gritali

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Jan16

Jibóia tem novo cd

por Jornal Só Musica

JIBÓIA tem novo disco. Escrito em colaboração com Ricardo Martins (Cangarra, Adorno e I Had Plans), gravado nos Estúdios Sá da Bandeira (Porto) e produzido por Jonathan Saldanha (HHY & the Macumbas e Fujako), “Masala” chega aos escaparates no próximo dia 8 de Fevereiro. Para já, fiquem com o excelente avanço: “Ankara”. [ALTERNATIVA] O tema chama-se “Filho de Satanaz” e é o mais recente single de Xizini. O tema conta com uma participação especialíssima da cantora Maria Anadon. [RAP]

Extraído do blog A Trompa

Autoria e outros dados (tags, etc)

ANDRO NORTON traz a Portugal um dos mais conceituados músicos de Jazz da cena mundial GARY BURTON. Burton, músico de um invejável palmarés que averba 6 Grammys e vários outros prémios de prestígio internacional, apresenta-se em concerto com um dos mais virtuosos músicos da atualidade, SANDRO NORTON, o terceiro guitarrista a quem Burton concede o privilégio de partilhar o palco, sendo os outros Pat Metheny e Ralph Towner! A partilhar este palco estarão também Carlos Barretto, Mário Barreiros, João Salcedo e Luis Trigo, numa noite preenchida pelos repertórios de Gary Burton e o cd “Flying High…at the heart of it”, de Sandro Norton. Sandro Norton – guitarras Luis Trigo – violino, harmónica, acordeão João Salcedo – piano Carlos Barretto – contrabaixo Mário Barreiros – bateria Convidado especial Gary Burton - vibrafone BILHETES JÁ À VENDA: Ticketline, Bilheteira do Centro Cultural de Belém, FNAC,Worten, El Corte Inglés, CC Dolce Vita, Galerias Campo Pequeno, Abreu, CC Mundicenter, CC MMM Informações & Reservas Ligue 1820 (24h) Bilhetes entre 10,00 € e 30,00 €

Extraído do blog BMP

Autoria e outros dados (tags, etc)

domingo 10 e domingo 17 Janeiro 2016 (sessões às 11h00 AM) @ Livraria Gigões & Anantes | Aveiro https://www.facebook.com/gigoeseanantes/ A criação d’Orfeu para a infância “Borbolino” apresenta-se em Aveiro, na livraria Gigões & Anantes, nos próximos domingos, 10 e 17 de Janeiro, pelas 11h00 da manhã. Dose dupla para crianças e famílias conhecerem o grilo cantor que, do livro, saltou para o palco! Este espectáculo conta-nos a história de uma formidável amizade entre uma criança e um grilo cantor apaixonado, que juntos descobrem os valores mais importantes da vida. Um espectáculo sonoro e plástico interpretado por Ricardo Falcão, com encenação de Filipa Mesquita, que demonstra como podemos ser diferentes, mas criar laços infinitos e íntimos. É a adaptação para espectáculo de marionetas do livro infantil “Borbolino” de Odete Ferreira, que se encontra à venda na livraria Gigões & Anantes, bem como os bilhetes para os espectáculos de 10 e 17 Janeiro. Mais sobre Borbolino: http://www.dorfeu.pt/borbolino (o espectáculo) http://www.dorfeu.pt/edicao/borbolino (o livro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Jan16

Moody Traffic com novo disco

por Jornal Só Musica

Qual é o ponto em comum entre o ano de 2014 e 2016? A resposta é "Sharks Are Confused", o nome do disco de estreia dos conimbricenses Moody Traffic. O quinteto gravou o disco em Março de 2014. Por diversos motivos o trabalho foi ficando na prateleira e só agora, quase dois anos depois, surge a oportunidade de se dar a conhecer melhor. Aproveitem para o ouvir "Sharks Are Confused" com atenção porque se espera que em breve os Moody Traffic nos possam dar a ouvir um novo trabalho. Madly-Go-Round "Sarks are confused" (2014) 1. Gruesome Aftermath & Operation Dazzle 2. Operation Dazzle 3. Strings 4. Madly-Go-Round 5. Back to The Ships 6. Spiral Gravação: AMP Studios por Paulo Miranda Letras: João Domingues e André Couceiro Música: Moody Traffic Trompetes e trombone em Madly-Go-Round: João Dias, João Brásio e André Pimenta

Extraído do blog BMP

Autoria e outros dados (tags, etc)

13
Jan16

http://videos.sapo.pt/zagati

http://gritali.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

01
Jan16

Saiu a 30 de Outubro a colectânea de carreira dos UHF “O Melhor de 300 Canções”, um repertório que começa em 1979 com “Jorge Morreu”, e segue até 2015 com o inédito “Soube Sempre Que Eras Tu”. São 35 sucessos de carreira e dois inéditos que revelam gravações originais, regravações de clássicos, takes ao vivo e canções nunca antes editadas no formato digital. Este duplo CD mostra dois universos do som dos UHF: “O Rock” e “O Roll”. “Puseste o Diabo Em Mim”, original de 1984 agora regravado, é já um vídeo de sucesso na plataforma Youtube, com realização de Zé Pinheiro. Em 2016, o espectáculo “O Melhor de 300 Canções” retrata ao vivo os sucessos de uma carreira. Música 23 Jan.| 21:30H | 12,5€

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Dez15

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Dez15

Vasco Moreira-Gritali | "Outono"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Dez15

Rui veloso - "Romeu e Juliana"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Dez15

Maria de Medeiros na TV3

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Dez15

Biografia de Luis Jardim

por Jornal Só Musica

Luís Alberto Figueira Gonçalves Jardim (4 de Julho de 1950) é um percussionista, professor e produtor musical português nascido na Ilha da Madeira[1] . É primo do ex-presidente madeirense Alberto João Jardim Luís Jardim estudou em várias escolas do Funchal, como o Externato Nun’Álvares e o o Lisbonense. Foi para Inglaterra estudar Administração Comercial. Em Inglaterra editou sob o pseudónimo de Rouge, foi entre 1973 e 1977, que Luís Jardim com esta banda chegou a vender cerca de quatro milhões de discos. O último albúm que faz para para a CBS é editado em 1981. A sua maneira de tocar e forma de pensar latina introduzem uma onda inovadora na Inglaterra e permitem-lhe a abertura de portas para fazer discos e “tournées” com cantores conhecidos. Trabalhou como o conhecido produtor Trevor Horn em discos como The Lexicon Of Love dos ABC, Welcome To The Pleasure Dome dos FGTH ou Slave to the Rhythm de Grace Jones'. Colaborou com os Asia nos discos Arena e Aura. Tom Jones, Leo Sayer, David Bowie e Rolling Stones são exemplos de cantores e bandas com quem Jardim começa a trabalhar em 1969. Foi produtor de uma das musicas mais conhecidas do mundo da cantora Cher, a musica Believe, que fez sucesso em todo o mundo. Depois de trabalhar com os “grandes”, chega a fazer “tournées” de um ano com Tina Turner, George Michael, Rod Stewart, etc. Luís Jardim toca vários instrumentos. E os que o tornam mais conhecido são a bateria, baixo, percussão, guitarras. Em 2004 tocou na festa de homenagem ao produtor Trevor Horn. Foi director musical de Diana Ross, Mariah Carey, Celine Dion, Elton John, Julio Iglesias, Tom Jones, James Ingram, Al Jarreau, Luther Vandross, Cindy Lauper, Michael Bolton, Darryl Hall, Gloria Estefan, Barry Manilow, Michael Jackson, entre outros Portugal Fez parte dos Demónios Negros ainda nos anos 60. Colaborou com a cantora Ana e com Midus[3] [4] . Produziu discos de Rui Veloso, João Pedro Pais, entre outros. Jardim fez parte do júri das duas primeiras séries do concurso Ídolos da SIC, foi presidente do júri nos programas da TVI Uma Canção Para Ti e, presentemente, de A Tua Cara Não Me É Estranha. [5] . Colaborou com artistas como Paul McCartney, Billy Idol, The Rolling Stones, They Might Be Giants, Clinks Turner, Mike Batt, David Bowie, Cher, Grace Jones, Björk, Duran Duran, Robbie Williams, Gareth Gates, Tom Jones, Alejandro Sanz, Nina Hagen, Eros Ramazzoti, Diana Ross,Tony Banks.

Extraído da wikipedia de Luís Jardim

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez15

Com a Blitz de Janeiro de 2016, já nas bancas, oferece um CD em que Manuel João Vieira (Ena Pá 2000, Irmãos Catita) mostra serviço em três formações que nunca antes editaram discos: O Lello Perdido, Lello Minsk e o Pianista de Boîte e o Quarteto 4444. Não aconselhável a almas sensíveis! Manuel João Vieira anseia, uma vez mais, chegar à Presidência da República e fá-lo agora ainda com mais estilo, oferecendo a todos os leitores da Blitz um CD exclusivo com "todos os projetos que nunca gravei". Ao Vivo com 3 Bandas é mais e melhor Vieira.  Gravado ao vivo no Maxime na década passada, Ao Vivo com 3 Bandas fixa pela primeira vez em CD três facetas da investida musical de Manuel João Vieira: O Lello Perdido (fado), Lello Minsk e o Pianista de Boîte (voz/guitarra e piano) e o Quarteto 4444 (rock progressivo/jazz).  Alinhamento: 01. A Casinha da Colina 02. Ser Milionário 03. Sodoma e Gomorra 04. Bélinha 05. Ruben Miguel 06. Marta 07. A Cona do Sacristão 08. Felícia, a Mulher Polícia 09. Coca 10. Lenine 11. Valsa 12. Pandora 13. Procuro e Não Te Encontro 14. Dejá Vu 15. Bom Conselho 16. Adeus Amiguinhas 17. Experimental No Quintal

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez15

ZÉ TRIGUEIROS | “Bear With Me”

por Jornal Só Musica

Já está disponível “Bear With Me”, o primeiro álbum a solo de Zé Trigueiros, membro dos infames dUAsSEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) e da hiperactiva Associação Terapêutica do Ruído! Baterista dos dSCi e terapeuta do ruído da ATR, Zé Trigueiros mostra-nos pela primeira vez um conjunto de canções artesanais, criadas nos últimos anos entre viagens e paragens...  Um disco instrumental e melancólico que conta com a participação do músico e luthier Domenikos de Visser no baixo e tzouras, "Bear With Me" foi gravado em 2014/15 na sua casa em Amesterdāo e está agora disponível para escuta através do seu bandcamp.

Extraído do blog "Portugal Rebelde"

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez15

Helder Moutinho com novo CD em 2016

por Jornal Só Musica

Hélder Moutinho um dos grandes nomes do Fado do século XXI anuncia o inicio das gravações do novo disco, com edição prevista para o primeiro semestre de 2016. Com poemas de João Monge, o album – ainda sem título - conta com a colaborações de grandes nomes da música portuguesa como Carlos Barretto, Vitorino, João Gil, Manuel Paulo e Mário Laginha, Pedro da Silva Martins, Ricardo Parreira e Marco Oliveira. Hélder Moutinho, levou o seu Fado ao longo deste ano de 2015 a cidades como Bilbao, Madrid, Aviles e Cáceres (Espanha), Toronto, Montreal e Ottawa (Canada), Helsinquia (Finlandia) ou mais recentemente Moscovo e São Petersburgo (Russia), cidade que não recebia um espectaculo de Fado desde 1969, altura em que Amália cantou Citando o jornal espanhol Extremadura "Há Vozes que passam e outras que permanecem, que nos levam ao interior das canções e dos poemas, que nos deixam em suspense e nos roubam a respiração a cada espera, de cada verso. A Voz de Hélder Moutinho pertence a este último grupo. Uma Voz poderosa e discreta, intensa, sem grande devaneios"

Extraído do blog "Portugal Rebelde".

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez15

Vasco Moreira-Gritali --- Novembro

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

A d’Orfeu anuncia duas novas criações para 2016, ambas em regime de co-produção. “Conchas”, música e marionetas para bebés, resulta de uma parceria criativa que envolve também as Marionetas de Mandrágora e Franzisca Aarflot Productions (Noruega). “Pozzo”, espectáculo de new clown, é a nova criação de Cão à Chuva, companhia de Rui Paixão, o clown português que está seleccionado para o Cirque du Soleil. A dupla Rui Paixão (clown) e Carlos Reis (músico), os artistas de Cão à Chuva, acaba de se associar ao núcleo criativo da d’Orfeu AC, que passa a assumir a direcção de produção dos projectos artísticos da jovem companhia. “Lullaby”, a primeira criação, no seu primeiro ano obteve reconhecimento imediato em festivais como o Imaginarius (Portugal), o Circada (Sevilha) e o Fringe (Edimburgo). Agora, ao seu repertório junta-se “Pozzo”, um espectáculo estranhamente surreal, em que o intérprete se desdobra em diferentes personagens, numa performance que privilegia a investigação sobre o clown contemporâneo e o trabalho de máscara, além da música tocada ao vivo. Pozzo é um espectáculo cómico, interactivo, interventivo e absurdamente cheio de sentido. “Conchas” é uma co-produção internacional para bebés, resultante do projecto «Hands full of Shells and Feet full of Flowers», um processo criativo colaborativo desenvolvido entre d’Orfeu AC, Marionetas de Mandrágora e Franzisca Aarflot Productions (Noruega). Partindo da memória coletiva de ambos os países (Portugal e Noruega), misturou-se a música, a expressão dramática e corporal, o movimento e as marionetas e encontrou-se um compromisso cultural identitário. Um espectáculo icónico onde a abordagem não-verbal ganha forma através da fusão fonética das duas línguas, criando novas palavras e sons, aliada à musicalidade e à linguagem corporal. "Conchas" conta a história de viajantes, pintados na tela, reais e imaginários, privilegiando os bebés e as suas famílias, porque este público é a semente que germina. “Pozzo” e “Conchas” juntam-se ao portfolio criativo da d’Orfeu que, em 2016, conta ainda com “Birilibaile”, “Borbolino”, “Olá Bom Dia”, “Muito Riso, Muito Siso”, “Reportório Osório” e “Toques do Caramulo”, espectáculos cuja informação detalhada pode ser consultada em http://www.dorfeu.pt/criacao. Há vinte anos, com passos simples. Agora, futuro compassado. http://www.dorfeu.pt/ http://dorfeu.blogspot.com/ http://www.facebook.com/dOrfeuAC

http://www.dorfeu.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

O EP Gruta de Vasco Moreira-Gritali pode agora ser adquirido também no bandcamp do guitarrista

http://vascogritali.bandcamp.com

http://gritali.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Ago15

Rodrigo Leão anuncia novo cd

por Jornal Só Musica

Rodrigo Leão anunciou novo disco e concertos nos coliseus (18 de Novembro no Porto e 20 e 21 em Lisboa). O novo projecto do compositor português resulta de uma colaboração estreita com a Orquestra e o Coro da Gulbenkian.

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Ago15

Festival para gente sentada em Braga

por Jornal Só Musica

Dias 18 e 19 de Setembro, há Festival para Gente Sentada em Braga; Bruno Pernadas, B Fachada, Time for T, Benjamim, Serushiô e Peixe são nomes em cartaz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

05
Ago15

Gritali no Purevolume

por Jornal Só Musica

www.purevolume.com/gritali

Autoria e outros dados (tags, etc)

03
Ago15

Rão Kyao - Depois de um sonho

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Jul15

"Adeus, volto já" - Gritali

por Jornal Só Musica

E a musica "Sonata do vale" está agora também disponível no bandcamp:www.vascogritali.bandcamp.comp>

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Jun15

Luis Represas - Sagres

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chama-se “Vagar” e é o álbum de estreia de Afonso Bag. É sobre esse disco a curta de hoje: Numa frase apenas quem é Afonso Bag? Cantautor (voz, guitarra clássica e guitarra folk). Um adjectivo que caracterize a música de Afonso Bag? Acústico. Porquê o título de “Vagar” para o novo disco? Surge como uma 2ª opção. Pois a partir do momento que o governo criou um programa ao qual chamaram de “Vem”, que seria o nome previsto para o álbum, e ao qual não achei piada “associar-me”, :) a palavra “Vagar” foi a que mais sentido fez tanto na mensagem a passar, que acaba por ser uma mensagem de “ter tempo” e saborear momentos, como também na própria estética e fonética da palavra. Em duas ou três linhas, como se caracterizaria o novo disco? É de um registo muito pessoal, dado ao gênero musical de “cantautor”, assente num formato acústico que deambula pela Pop e a World Music. Qual a faixa que melhor encarna o ‘espírito’ de “Vagar”? Porquê? O tema que dá nome ao mesmo “Vagar”. Pela mensagem do mesmo como pela sonoridade. Acaba por trazer consigo um pouco de tudo o que se passa nos restantes temas do álbum. Uma razão muito forte para ouvir o novo disco? Para perceberem se gostam ou não :) O que esperar de Afonso Bag ao vivo? Um concerto intimo de momentos calmos e outros com mais “groove” mas sempre de sentimentos a flor da pele, bem como de momentos mais descontraídos feitos de risos e de troca de impressões entre os presentes. Como vão ser os próximos tempos de Afonso Bag? A tocar e a dar a conhecer este disco de estreia. Apesar de já estar com novas músicas e ideias “na calha” :) Album – Vagar by Afonso Bag

Extraído do blog "A Trompa"

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Jun15

Gritali - Sonata do vale

por Jornal Só Musica

http://gritali.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Jun15

acustica 2015.jpeg

Estão disponíveis 27 musicas de Vasco Moreira Gritali no website de musica http://www.audiomack.com/artist/gritali são musicas instrumentais de carisma clássico. As musicas do género rock poderão ser encontradas nas outras paginas oficiais do guitarrista/multi instrumentista.

http://www.audiomack.com/artist/gritali

http://gritali.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Jun15

Festim 2015 pronto para começar!

por Jornal Só Musica

De 13 de Junho a 25 de Julho, Kepa Junkera & Sorginak (País Basco, Espanha), Jacky Molard Quartet (Bretanha, França), Noreum Machi (Coreia do Sul), Hamilton de Holanda e Diogo Nogueira (Brasil), Brigada Victor Jara (Portugal), Richard Bona (Camarões), Orquesta Típica Fernández Fierro (Argentina) e Ferro Gaita (Cabo Verde) passam pelos municípios de Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja e Oliveira do Bairro, num total de 17 concertos em rede, no incomparável cartaz da 7ª edição do Festim - festival intermunicipal de músicas do mundo. O Festim tem a honra de abrir a sua 7ª edição com Kepa Junkera & Sorginak, num regresso do notável e consagrado mago da trikitixa (concertina basca) a Águeda, na noite de 13 de Junho, desta vez em plena Praça do Município, cruzando sinergias com a Festa de São Sebastião. O concerto dos bascos repete no dia seguinte, 14 de Junho, em Estarreja, nas Festas da Cidade, no Parque Municipal do Antuã. Nestes concertos de abertura, Kepa Junkera surge acompanhado pelo grupo feminino Sorginak, uma erupção de percussão basca. No fim-de-semana seguinte, a 19 e 20 de Junho, chegam os primeiros concertos de sala, com a música celta bretã do Jacky Molard Quartet, respectivamente no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol (Oliveira do Bairro) e no Cineteatro Alba (Albergaria-a-Velha). Todos os concertos têm início pelas 22h00. Ao longo dos seguintes fins-de-semana e até final de Julho, a programação do Festim 2015 distribui-se maioritariamente por concertos realizados ao ar livre, devolvendo a festa à rua em espaços públicos, mas também em alguns dos principais equipamentos culturais da região, na festiva viagem deste ano por quatro continentes. Com um singular modelo de programação em rede, numa parceria intermunicipal que envolve os Municípios de Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja e Oliveira do Bairro, juntamente com o apoio oficial da Secretaria de Estado da Cultura / Direcção-Geral das Artes, o reconhecimento desta iniciativa da d'Orfeu Associação Cultural consolida-se cada vez mais como uma imagem de marca da região, tanto pela programação ímpar de artistas de projecção internacional, como pela crescente conquista e fidelização de públicos oriundos de diversas zonas do país. Igualmente a nível internacional o Festim reforça a sua marca, com a recente conquista do selo de qualidade EFFE (Europe For Festivals, Festivals for Europe), além de ser o único membro português do “European Forum of Worldwide Music Festivals”. Toda a programação do Festim 2015 se encontra disponível em http://www.festim.pt/, sítio oficial do festival. De 13 de Junho a 25 de Julho, é tempo de um grande Festim! 13 Junho a 25 Julho 2015  |  7ª edição ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA OVAR * ESTARREJA * OLIVEIRA DO BAIRRO Kepa Junkera & Sorginak (País Basco, Espanha) Jacky Molard Quartet (Bretanha, França) Noreum Machi (Coreia do Sul) Hamilton de Holanda e Diogo Nogueira (Brasil) Brigada Victor Jara (Portugal) Richard Bona (Camarões) Orquesta Típica Fernández Fierro (Argentina) Ferro Gaita (Cabo Verde) http://www.festim.pt/ http://www.facebook.com/dorfeu.festim http://www.dorfeu.pt/ http://dorfeu.blogspot.com/ http://www.facebook.com/dOrfeuAC d’Orfeu Associação Cultural Instituição Cultural de Utilidade Pública  |  Estatuto de Interesse Cultural  | Medalha de Mérito Cultural

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Jun15

Entrevista a Vasco Gritali

por Jornal Só Musica

Uma vez que o Vasco cobra €€€€€ para falar de musica, resolvemos fazer umas perguntas casuais ou sobre sociedade:

JSM - Qual a primeira coisa que faz quando se levanta de manhã ao fim-de-semana?

Gritali - Mais que uma coisa: dar de comer aos pombos, tomar um café ao lado de minha casa no café/estabelecimento habitual em "Rockridge à Portuguesa", preparar a sala de ensaios para o ensaio...e por aí...

JSM - Da-se bem com os seus vizinhos?

Gritali - Sim. Mas só os cumprimento se eles estiverem com uma "aragem" razoável. Porque se estiverem com cara de desviarem as atenções deles para mim...

JSM - O que mais o chateia no dia-a-dia?

Gritali - Foi o que respondi na pergunta anterior: quando os outros desviam as atenções deles para mim. E eu detesto isso. Porque não quero saber da vida dos outros. Quando alguém olha para mim com cara de "caso"....é porque o "fulano" ou a "fulana" já fez alguma que não devia. E volto a dizer que não gosto nada de saber da vida dos outros.:-)

JSM - Apresentadoras de TV: Julia Pinheiro ou Fátima Lopes?

Gritali - Não brinques comigo...tu é que estás interessado nelas. Não desvies as tuas atenções p'ra mim:-) E atenção, digo tu porque você fez questão.

JSM - O que mais o fez ficar chateado até hoje?

Gritali - Foi há uns anos atrás, quando uns "Rockrigeiros" chamaram-me o nome deles. E depois pactuaram com um programa da RTP que descrevia o que eu almoçava em direto, porque sabiam a hora. E inventaram também q.b. Sim. Num programa de televisão pública que todos nós pagamos, apresentadores que ganham 15 mil euros cada um.. e.... não se governam. Pode parecer impossível, mas é verdade.

JMS - Mas sei que lhe pediram desculpa.

Gritali - E eu sou obrigado a aceitar? Até porque não aceito desculpas de ninguém. As desculpas vêem-se no atos. E oferecerem-me 1000€ para participar num programa é brincar comigo...e mais não vou dizer....ou melhor: num programa desses apresentadores de "Bar à noite" é Nuuuuuuuunca na vida.

JSM - Mas nunca mais aconteceu.

Gritali - E agora lembravas-te e falavas como querias durante meses ou anos e eu ficava teu amigo....isso é que era doce...

JSM - Luís Jardim e Vitorino D'Almeida?

Gritali - Nunca vou conseguir pagar-lhes. Não conheço pessoalmente os dois e foram sempre uns bacanos sobre a minha musica. E por coincidência gostei sempre dos trabalhos deles também.

JSM - O que mais o chateia na musica?

Gritali - os músicos da minha banda incomodarem-me. E isso às vezes...não tem perdão.

http://gritali.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

15
Jun15

Gritali - "Primeira"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Mai15

Festival i

por Jornal Só Musica

Festival i - o programa ao detalhe ÁGUEDA, 15, 16 e 17 MAIO DESDOBRÁVEL DO PROGRAMA (VERSÃO DIGITAL) http://issuu.com/dorfeu/docs/desdobravel_festival_i_2015_web-02/1 http://www.dorfeu.pt/i SEXTA 15 MAIO 10h30 e 14h30, sessões escolares (v. no fundo da página) 21h00, Rua da Venda Nova Reentrâncias da Venda Nova A noite começa com as animações do Teatro Infantil d'Orfeu pela rua adentro, nos seus mini-pátios e mini-jardins. O público é convidado a entranhar-se nas frestas que a rua conserva. 21h30, Rua da Venda Nova  Era Uma Vez...2 Pés! - Teatro dei Piedi (Itália) A espantosa arte de teatro visual com os pés, na noite de abertura, com a rua da Venda Nova transformada em auditório ao ar livre. Com uma genial mímica corporal, cada parte do corpo se veste e transforma em frente aos espectadores, criando incríveis figuras com os próprios pés da actriz. Espectáculo fascinante que encanta todas as idades. Autêntica poesia com os pés! SÁBADO 16 MAIO 10h30, Biblioteca Municipal Manuel Alegre Crassh Babies Combinação de percussão e movimento, em que tudo é pretexto para produzir som. Da voz ao pvc, tudo serve para estimular os sentidos e proporcionar momentos únicos entre pais e bebés.  11h00, Junta de Freguesia de Águeda e Borralha Borbolino (nova versão) O grilo Borbolino regressa para novas e formidáveis aventuras, em estreia de nova versão do espectáculo. Esta história demonstra como, entre diferentes criaturas, se podem criar laços infinitos. Uma formidável amizade entre uma criança e um grilo cantor apaixonado. 14h30, Auditório Ana Paula Silva Adormecida - Marionetas de Mandrágora Fiar e tecer sem parar. A ladaínha na construção de um fio de lã, como trajecto que vai do novelo ao tecido. Entre a roca e o fuso, um espectáculo de beleza única sobre duas fiandeiras de um tempo perdido. Adormecidas, suspensas, aprisionadas pelo seu trabalho, precisam de se libertar, de acordar. Uma das mais prestigiadas companhias de marionetas do país pela primeira vez no i. 14h45, Adro da Igreja Lullaby - Cão à Chuva Vagueia sozinho e desleixado um palhaço esquecido, de nariz gasto e roupas mal lavadas. Vive, triste, o seu aniversário. Precisa de ajuda para reencontrar a alegria, este palhaço bizarro e provocador. 15h30, Auditório do CEFAS Peregrinação - Marcelo Lafontana Num palco transformado em estúdio de cinema, as imagens de minúsculas marionetas são recolhidas e tratadas por um sistema informático que sonoriza e insere efeitos especiais para uma projecção de grande formato, tudo em tempo real. Uma espantosa versão multidisciplinar das aventuras do maior anti-herói da história portuguesa quinhentista, Fernão Mendes Pinto, aqui um personagem intemporal. 16h45, Espaço d'Orfeu (pátio) Homem-Orquestra - Encerrado Para Obras Um músico que toca vários instrumentos em simultâneo é um verdadeiro homem-orquestra. Também o reportório é inesgotável e adaptado às circunstâncias. Junte-se ao coro quem quiser.  17h30, Espaço d'Orfeu (quintal) O Ninho (El Niu) - Dudu & Cia. (Catalunha) Espectáculo de clown gestual, sem palavras e com piano ao vivo. Chegam com as suas malas de viagem, muitas, de todos os tamanhos, sem se perceber se têm destino. Um pedaço de giz dá asas à imaginação. Interacção constante, sem regras, por dois seres enigmáticos cuja presença não nos deixa indiferentes. São personagens com alma de pássaro, perspicazes, que cativam imediatamente. 18h15, Espaço d'Orfeu (tenda) Canta-me Como Foi - Escola de Artes da Bairrada Concerto temático com as melhores músicas de um dos marcos da história recente de Portugal, o 25 de Abril. Nos anos setenta e oitenta, o imaginário infantil foi povoado por estas canções dos adultos. Estes, por sua vez, viviam uma euforia infantil, com a conquista da liberdade. O corpo criativo da Escola de Artes da Bairrada encerra o non-stop de sábado com uma apoteose para todas as idades! DOMINGO 17 MAIO 10h30, Espaço d'Orfeu (tenda) Encontro de trad'Orquestras Infantis - opÁ! convida o planalto mirandês A opÁ! - orquestra percussiva de Águeda, projecto pedagógico da d’Orfeu em parceria com instituições sociais do concelho, depois de um ano de grandes feitos, acolhe em Águeda a visita de um projecto congénere de outro ponto do país. No caso, de uma ponta do país: do planalto mirandês, chega o Coro das Escolas de Miranda do Douro e a alegria da sua música em língua própria. A festa vai ser bonita, com largas dezenas de pequenos músicos, de Águeda e das Terras de Miranda, juntos para novas tradições. 14h30, Auditório Ana Paula Silva Luminoso - Encerrado Para Obras O Sr. Luminoso é contador de histórias, músico, malabarista, detective e um bocadinho cientista. Vive numa aldeia banhada pelo sol, a Soalheira, com a sua companheira Maria da Luz, a luz dos seus olhos. Mas um dia o sol desaparece do céu! Uma viagem ao mundo da luz e da cor, explorando diversos tipos de iluminação e recorrendo a conceitos científicos trocados por miúdos.    14h45, Adro da Igreja Portugal dos Cabeçudos - Cabeças no Ar e Pés na Terra Mini-espectáculo de marionetas cabeçudas que sintetiza o que é ser português desde o berço Afonsino até aos nossos dias. Baseado em factos históricos e em aldrabices ao mesmo tempo.    15h30, Auditório do CEFAS Bandas Sonoras de Bolso - Aquilo Que Vocês Quiserem Cinco jovens vozes femininas e os seus instrumentos de bolso, com divertidas versões de bandas sonoras de filmes. Além de excelentes intérpretes e instrumentistas, estas miúdas vivem a música com uma naturalidade e intensidade que, em vez do palco, mais parecem estar na informalidade de uma sala de estar. Não é certo que os graúdos gostem menos que os filhos. 16h45, Espaço d'Orfeu (quintal) Contos ao Pôr-do-Sol - O Nariz Quem conta um conto acrescenta um canto. Histórias contadas e também cantadas. Sessão de música e contadores de histórias, tradicionais ou de autor, à sombra das árvores do quintal. 17h30, Espaço d'Orfeu (latada) À Espera que Volte - Teatro do Montemuro Peça de teatro para um actor e 7 crianças do público. Piotor não é português, é russo. Caiu de um avião de carga numa noite de temporal, numa serra árida onde depois de muito andar no escuro, encontra um cão, que o leva para junto do seu rebanho e assim chegam à aldeia. Na aldeia há um teatro e Piotor revela-se! É ali que apresenta a história de uma viagem mágica de uma gota de água. 18h15, Espaço d'Orfeu (tenda) De Paseo - Claire Ducreux (França/Catalunha) Um banco de jardim não quer ficar no sítio e uma dançarina quer sentar-se. Um solo de dança no meio do nada. Um momento gracioso, delicado, fascinante. Engraçado também. Ou como os grandes espectáculos não precisam de grandes meios mas sim de grandes intérpretes. Um dos momentos mais ternos do festival está guardado para o fim. Claire, uma artista maior a encerrar o i! Animação Permanente (Sábado e Domingo)  11h00, Baixa da cidade | 16h30, Adro Banda às Riscas Estes músicos-clown vão espalhar risos, energia e boa disposição por onde passarem, com temas do imaginário popular e circense. São às riscas mas não seguem nada à risca. Animação garantida. 16h00 - 19h00, Espaço d'Orfeu Assistência Lúdica em Viagem + Parqu'i + A Seguir és Tu!  O Espaço d’Orfeu vai estar mais animado que nunca! A Lud In e a Escola Profissional de Aveiro vão encher o espaço de jogos, diversões e pinturas, num parque lúdico permanente, para todos.  Sessões Escolares (Sexta 15 Maio) 10h30, Auditório do CEFAS A Maior Flor e Outras Histórias Segundo José - Teatro Art'imagem Inspirado na obra de José Saramago, com as criaturas reais, mais ou menos fantasiadas, que povoaram a sua infância e as recordações do que era viver, trabalhar e brincar na sua aldeia.        14h30, Instituto Duarte Lemos Cavaleiro, Procura-se! - Teatro das Beiras Homenagem aos saltimbancos do imaginário do teatro itinerante. O valente cavaleiro salva sempre a princesa, mas esta história de capa e espada é contada à luz dos tempos modernos. 14h30, Auditório Ana Paula Silva Smile - BAAL 17 O acaso junta duas personagens que, com um sorriso sempre à mão e a ternura sempre ao pé, questionam o que se esconde por trás de um sorriso. Smile, um espectáculo sem idade.  http://www.dorfeu.pt/ http://dorfeu.blogspot.com/ http://www.facebook.com/dOrfeuAC

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Mai15

Biografia de Xibata

por Jornal Só Musica

Nuno Rebelo aka Xibata, nasceu e cresceu no Porto, cidade onde é um dos pioneiros e grande impulsionador do movimento Reggae/Dancehall. A sua paixão pela música surgiu desde cedo, passando anos em rodas de capoeira e encontros de percussão, o que o levou a querer impregnar-se da cultura, viajando até aos países originários destas artes. Partilhou o conhecimento adquirido realizando espetáculos, aulas e workshops. Sempre gostou e acompanhou a música Reggae mas só quando se fixou em Bristol, UK, é que aprofundou seu conhecimento da música jamaicana e começou a sua colecção de vinil, elemento fundamental na sua bagagem cultural de artista. Xibata 2.jpg Após anos a ouvir o som contagiante do Roots Rock Reggae, Xibata iniciou a sua actividade como Dj numa visita a ao Porto no ano 2000. A experiência foi muito positiva e a aceitação por parte do público foi grande, o que o levou a continuar o investimento e o gosto pelo vinil e pelo djing, começando a tocar em bares e festas nas suas visitas regulares a Portugal. Em 2002 volta para o Porto onde se fixa e começa a organizar festas que tiveram, desde logo, grande adesão por parte do público, dando inicio a um movimento regular na cidade. Isso levou a que, em 2004, se fixasse no espaço portuense Contagiarte, onde criou a “Massive Reggae Session”, uma noite semanal dedicada à música jamaicana e à cultura Sound System, que revolucionou a noite da cidade invicta, onde teve a oportunidade de trabalhar com a maioria dos Djs, Soundsystems e bandas Reggae nacionais. Durante quase uma década, Xibata deu a conhecer o seu trabalho a um público cada vez maior que todas as quartas-feiras enchia o dancefloor do Contagiarte, vindo de todos os pontos do país e até de Espanha, para sentir as vibrações da música de influência jamaicana e a energia contagiante de Xibata e seus convidados. A dedicação de tantos anos, a tocar todas as semanas em vinil, muitas vezes durante 6 horas seguidas, fizeram com que Xibata desenvolvesse capacidades inigualáveis e proporcionaram-lhe uma atitude no palco incomparável. Este factor, aliado ao vasto público que frequentava semanalmente as suas noites, fez com que conquistasse um grande número de fãs e fosse chamado para mostrar a sua arte um pouco por todo o país e também no estrangeiro. Actuou em conhecidas casas de espectáculo e clubs de norte a sul do país, como o Coliseu do Porto, Teatro Sá da Bandeira, Hard Club, Pacha, Santiago Alquimista, Armazem F, Teatro São Mamede, Meo Spot, etc. Participou em eventos como a Queima das Fitas do Porto, Vila Real, Évora e Beja, entre outras. Participou também em vários dos grandes festivais nacionais como o Sumol Summer Fest (Ericeira), Positive Vibes (Gaia), Surf at Night (Esmoriz) e Festival Secundário (Gouveia) entre muitos outros. No estrangeiro, onde é reconhecido pelo trabalho desenvolvido em Portugal, Xibata atuou durante seis anos consecutivos no maior festival dedicado à música jamaicana na Europa, o Rototom Sunsplash (Itália e Espanha). Atuou várias vezes na Alemanha, em França e um pouco por toda a Espanha, em alguns dos mais conhecidos clubs de Reggae da Europa. Neste seu percurso, Xibata teve o prazer de partilhar o palco com grandes lendas da música jamaicana como Inner Circle, Max Romeo, Lee Perry, Black Uhuru, UB40, Abyssinians, Israel Vibration, Horace Andy, Don Carlos e Sister Nancy, assim como com grandes nomes da atualidade como Gentleman, Alborosie, Richie Spice, Charly Black, Lutan Fyah, Morgan Heritage e Million Stylez, entre muitos outros.Xibata 5.jpg Foi membro de dois coletivos nacionais que marcaram o movimento “Sound System”, Riddim Culture Sound e Portal do Reggae Sound, e fundou, em 2010, o coletivo Celebration Sound, um dos mais populares sounds portugueses da atualidade. A sua convivência diária com esta cultura e com o microfone fez com que começasse a escrever as suas letras e que gravasse alguns temas a nível experimental que se tornaram um sucesso na internet, atingindo rapidamente muitos milhares de visualizações. Foi o início de um novo ciclo na sua carreira, desta vez como cantor, que começa com a apresentação do single “Mantém a Chama Acesa” editado em vinil em 2012 e continua com o lançamento, em 2015, do EP “Compromisso” onde reúne os seus primeiros temas originais, com participações de artistas nacionais e produtores europeus de renome. Regressa agora com a sua nova banda - Yard Movement Band - composta por 11 elementos (bateria, baixo, guitarra, dois teclados, trio de sopros, percussão e backing vocals) que tem levado o público numa fascinante e imperdível viagem musical. Xibata 4.jpg Festivais em que participou: Rototom Sunsplash de 2009 a 2014 (Itália e Espanha) Sumol Summer Fest 2013 (Eriçeira) Positive Vibes 2012 e 2013 (V.N.Gaia) Festival Secundário 2013 e 2015 (Gouveia) Azurara Beach Party 2014 (Vila do Conde) Gaia Reggae Fest 2011 Surf at Night 2010, 2011, 2012, 2013 (Espinho) Rasta Fest 2008 e 2010 (Beja) Festival Mundo 2008 (Viana do Castelo) Good Vibes Festival 2013 (Barcelos) Festival das Cores 2013 (Lousada) Finalistas Espanha: YOLO Fest 2014 (Porto) Benidorm 2011 Zêzere Summer Fest 2014 Calpe 2012 Kool Fest 2009 (Funchal/Madeira) Marbella 2012 Moche Fest 2014 (S.Miguel/Açores) Gandia 2012 e 2013 Festival Garajau 2015 (Terceira/Açores) Benalmadena de 2012 a 2015 Queima Fitas & Semana Académica: Porto 2005 Évora 2006 e 2014 Vila Real 2006 e 2015 Beja 2013 Viseu 2012 Famalicão 2013 Mirandela 2014 Lamego 2011 e 2012 e 2015 ISCTE (Lisboa) 2006, 2010 e 2013 Universidade Católica (Porto) 2010 ISEP (Porto) 2013 FEUP (Porto) 2013 ESTESP (V.N.Gaia) 2013

Autoria e outros dados (tags, etc)

10
Mai15

Gritali - Video "Festa na côrte"

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Mar15

Deolinda atinge Platina

por Jornal Só Musica

DEOLINDA "Mundo Pequenino" atinge o Galardão de Platina "Mundo Pequenino", o mais recente álbum dos Deolinda, atingiu esta semana o Galardão de Platina. O álbum, editado em Março de 2013, e produzido pelos Deolinda e pelo britânico Jerry Boys (que participou na produção de ábuns de artistas como The Beatles, The Rolling Stones ou Pink Floyd, entre outros), inclui temas como "Seja Agora" ou "Musiquinha". Desde a edição de "Mundo Pequenino" que os Deolinda têm percorrido o mundo a apresentá-lo ao vivo, tendo em Portugal atuado nos Coliseus de Lisboa e Porto em Maio de 2013, ano em que foram galardoados com o Globo de Ouro de Melhor Grupo. A banda continua a digressão de "Mundo Pequenino", o próximo concerto é já dia 11 de abril, em Setúbal, no Fórum Municipal Luísa Todi.

www.bmp-zagatiprod.blogspot.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Mar15

Carla Pires ao vivo em Abril

por Jornal Só Musica

Carla Pires actua no próximo mês de Abril na Ópera de Graz, no espectáculo de dança contemporânea “MALAMBO”. Será acompanhada por Bruno Mira (guitarra portuguesa), Pedro Pinhal (viola de fado), Rodrigo Serrão (baixo) e pela Orquestra Filarmónica de Graz, com arranjos do maestro Vasco Pearce de Azevedo. O fado vai estar em destaque.

www.a-trompa.net

Autoria e outros dados (tags, etc)

A história é simples e começa num convite de Tiago Ferreira (Cavalheiro) a Frederico Cristiano (At Freddy’s House) no sentido de criarem em conjunto uma nova versão do tema “Quero é Viver”, por ocasião do septuagésimo aniversário do nascimento de António Variações. A versão foi criada, e que versão, e este é o respectivo vídeo, num trabalho realizado por André Afonso e Tiago Ferreira.

Extraído do blog A Trompa

Autoria e outros dados (tags, etc)

28
Fev15

"In Heat" com video multicolorido 3º single do novo album "Pas Un Autre" Acabadinho de sair este video "collage" em tons ácidos e saturados para uma experiência de deixar retinas viciadas em pigmentos vibrantes. https://www.youtube.com/watch?v=WfzyHgE4DeU O novo album está disponível em Vinyl, CD e digital e podes encontra-lo aqui: https://murderingtrippingblues.bandcamp.com/album/pas-un-autre Também podes fazer o streaming no Spotify, comprar versão digital no Itunes e na maioria das lojas digitais do costume. Temos uma pequena tour a começar já no dia 7 Março em Lisboa. 7 de março – Sabotage Club, Lisboa (+ The Big Church of Fire) 20 de março – States, Coimbra 21 de março – Beat Club, Leiria 24 de abril - Centro de Artes e Espetáculos (CAEP), Portalegre

Extraído do blog BMP

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Fev15

Gritali - Festa na côrte

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

17
Jan15

Bar de musica ao vivo assaltado

por Jornal Só Musica

Os três homens entraram armados de shotgun e são suspeitos de vários assaltos à mão armada. Um deles entrou no bar a cantar a música que estava a ser interpretada, dos Nirvana. Um dos suspeitos ficou à porta, outro na rua e o terceiro tirou o dinheiro da máquina “Não estamos aqui para fazer mal a ninguém. Só queremos o dinheiro”. A intenção foi proferida pelo assaltante assim que a música parou. A vocalista da banda, que tocava num bar de Carcavelos, apercebeu-se do homem encapuzado e armado à entrada do bar. Depois outro, no balcão. Ainda perguntou ao microfone se seria uma brincadeira. Mas não. Era um assalto. Tudo aconteceu pelas 1h30 deste sábado no bar Bugio Terrace, enquanto uma banda de música, os Dee Jokers, tocava “Smells Like Teen Spirit”, dos Nirvana, a última música do alinhamento. Segundo testemunhas no local, eram, pelos menos, três os suspeitos, que se deslocaram num Fiat Punto e falavam, entre si, em crioulo. “Vi um homem encapuzado junto ao balcão, mas pensei que seria alguém bêbedo. Depois olhei para o outro lado e vi um outro homem, encapuzado e armado de caçadeira”, disse uma testemunha ao Observador. A vocalista da banda apercebeu-se do mesmo segundos depois. Terminou a música e perguntou se o que se estava a passar era “alguma brincadeira”. Repetiu a pergunta entre risos nervosos. Um outro elemento da banda advertiu-a que não. E assim que o suspeito que estava na entrada do bar puxou a culatra da arma, ela percebeu que era “a sério”. “Não reajam senão disparo”, terá dito um deles. Não estamos aqui para fazer mal ninguém. Só queremos o dinheiro”. “Baixámo-nos todos. Ficou tudo em silêncio. A maior parte das pessoas só percebeu que estava a haver um assalto nesta altura. Do palco vimos tudo. Foi assustador”, descreve ao Observador um elemento da banda. O homem obrigou o patrão a pôr as mãos no ar enquanto remexia a caixa registadora. E percebeu-se que já o devia conhecer. Perante a incredulidade de todos os clientes que estavam no bar, retirou todo o dinheiro e abandonou o local deixando cair algumas moedas pelo caminho. Depois disse alto: “Desculpem, mas isto é culpa do PSD”. Mas o assalto não terminou aqui. Enquanto a empregada chamava a Polícia, os assaltantes regressaram ao local do crime. Desta vez eram três. Outra testemunha relata que, já à saída, os três começaram a discutir. E perceberam que se tinham enganado no telemóvel: tinham levado o da empregada em vez de pegarem no aparelho que lhes pertencia. “Aí foi ainda mais assustador. Porque eram três e entraram mais agressivos. Pensámos que tinham visto a empregada a chamar a Polícia e que iam abrir fogo. Mas afinal puseram-se a procurar alguma coisa e, depois, trocaram o telemóvel”, disse o elemento da banda. A PSP chegou ao local minutos depois e chamou a Polícia Judiciária. Os assaltantes são já procurados pelas autoridades por vários crimes naquela zona. Um deles tinha sido registado meia hora antes. O outro terá sido numa loja chinesa, onde o proprietário resistiu e acabou por ser atingido a tiro. Os Dee Jokers ainda tocaram mais uma música. E o tema, dizem mais descontraídos, até foi adequado. “Killing in the name”, dos Rage Against the Machine. (Extraído de "O Observador")

Autoria e outros dados (tags, etc)

17
Jan15

O guitarrista Vasco Gritali foi suturado com 6 pontos em dedos da mao esquerda devido a acidente mas para a próxima semana voltará a tocar guitarra sem problemas. O corte não foi grave.

Autoria e outros dados (tags, etc)

17
Jan15

A Academia de Música de Almada suspendeu as aulas para 200 alunos devido ao atraso no pagamento do contrato-programa com o Ministério da Educação, disse à agência Lusa a diretora pedagógica, Sílvia Sobral. «Suspendemos as aulas para cerca de 200 alunos porque ainda não recebemos a tranche do primeiro período, no valor de 190 mil euros, que costuma ser paga até dezembro, e as dívidas da escola já ultrapassam os 200 mil euros», disse Sílvia Sobral, lembrando que a demora está relacionada com a obrigatoriedade de visto prévio do Tribunal de Contas. «Temos cerca de 200 alunos do regime articulado, que são comparticipados a 100% pelo Estado, mas tem sido a escola que tem estado a financiar esses alunos», acrescentou a professora das Academia de Música, que tem acordo com diversas escolas do ensino básico e secundário para a área artística, e que está instalada na Trafaria, em Almada, no distrito de Setúbal. O contrato-programa da Academia de Música é de 530 mil euros, pagos em várias tranches, a primeira das quais habitualmente liquidada até ao final mês de dezembro. Segundo Sílvia Sobral, a direção da Academia de Música de Almada decidiu suspender as aulas na quarta-feira face à existência de salários em atraso e à acumulação de dívidas, designadamente à Segurança Social. A direção executiva da Escola de Musica de Almada foi esta quinta-feiar tentar negociar a dívida à Segurança Social, uma vez que já consta da lista de devedores, situação que, a não ser resolvida, poderá impedir qualquer transferência do Estado para o estabelecimento, mesmo que as verbas em causa sejam, entretanto, desbloqueadas. «A escola só não fez os pagamentos à Segurança Social porque o próprio Estado ainda não procedeu ao pagamento das verbas contratualizadas», justificou a diretora pedagógica da Academia de Música de Almada. Para o vereador da Educação na Câmara de Almada, António Matos, a situação que se vive na Academia de Música, com a suspensão das aulas e a existência de salários em atraso, «é intolerável», porque os responsáveis da Academia «tiveram de pedir dinheiro ao banco com o aval dos bens pessoais». «O que está a acontecer é que os diretores da Academia foram ao banco, hipotecaram os seus bens, para emprestar dinheiro ao Governo. Não é suposto, parece um pouco a república das bananas e só não é hilariante porque estamos perante um caso dramático: do ponto de vista educativo, porque os miúdos não têm aulas, e do ponto de vista pessoal, porque alguns professores começam a não ter dinheiro para comer», disse o autarca de Almada. Contactada pela Lusa, fonte do Ministério da Educação disse que a demora nos pagamentos a escolas do ensino artístico especializado se ficou a dever à obrigatoriedade de submeter as transferências de montante superior a 350 mil euros ao parecer prévio do Tribunal de Contas, lembrando que, no do ensino especial, a resolução do problema demorou apenas alguns dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

11
Jan15

O Jorge nas Fnacs

por Jornal Só Musica

http://ojorge.blogspot.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estudo alemão concluiu que ouvir canções tristes ajuda a desencadear emoções positivas, por empatia ou porque o sofrimento não é real. E quando a dor vem do amor, conforta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

03
Jan15

A Orquestra de Jazz do Algarve vai dar um Concerto de Ano Novo, no Auditório Municipal de Lagoa, marcado para dia 10 de Janeiro, sábado, às 21h00. Dirigido por Hugo Alves, o concerto da OJA terá bilhetes a 6 euros. Entretanto, para dia 16 de Janeiro, quando se comemoram os 242 anos da criação do concelho de Lagoa, três formações que integram músicos daquela orquestra – OJA Redux, 4tet de Saxofones da OJA e The Messy Band – vão dar três concertos em três locais diferentes do concelho, numa hora a anunciar, mas sempre em simultâneo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

01
Jan15

Gritali com novo CD/EP - "15"

por Jornal Só Musica

Vasco M.Gritali_2015.JPG

"15" Alinhamento: 1- Confrontos na feira 2-Campo, eira, quintal 3-Adeus, volto já 4-Festa na côrte 5- Emoções do silêncio Ano: 2015 Zagati prod.

Autoria e outros dados (tags, etc)

30
Dez14

Gritali no instagram

por Jornal Só Musica

IMG_20141231_063226.jpg

http://instagram.com

http://gritali.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

29
Dez14

UHF - Rua do Carmo

por Jornal Só Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

www.santosdacasa.blogspot.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez14

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez14

Sergio Lucas

por Jornal Só Musica

Sérgio Lucas (São Pedro do Sul, 9 de Julho de 1976)[1] é um cantor português. Tornou-se conhecido quando participou na 2ª edição do concurso Ídolos da SIC em 2004 onde saiu vencedor.[2]

1985: Entra para o grupo coral da igreja da sua área de residência, onde permanece durante sete anos. 1987: Vence o Festival da Canção Infantil de S. Pedro do Sul, organizado pela Rádio Lafões. 1987: Participa também em espectáculos como "Ulisses", "Argos" e "O Profeta" no Tito Agra Amorim. Com esse grupo participa em encontros de teatro a nível nacional, como encontros de teatro na escola e encontro nacional de teatro jovem do Porto. 1987: Participa na peça infantil "O Farruncha". 1988: Membro fundador da banda Lezyriah, com a qual vence concursos de bandas a nível escolar. 1988: Entra para o grupo de Expressão Dramática da Escola Secundára de S. Pedro do Sul. 1992: Membro fundador da banda Sekmet, com a qual grava um álbum e faz digressão por diversos locais do país. 2003: Com a sua banda The Wish ganha diversos concursos a nível nacional e grava um tema para a compilação de bandas, Aculturação, organizado pelo Bloco de Esquerda. 2004: Vence a 2ª edição do concurso Ídolos (Portugal) 2005: Participa em espetáculos musicais para a SIC: "Sangue Latino" e "13, O Número da Sorte", de Henrique e Nuno Feist. 2006: Grava o seu primeiro álbum de originais "Até Ao Fim", gravado e masterizado por Luís Jardim. 2006: Como enterteiner participa na final do Festival da Canção Juvenil, da RTP, no Teatro Tivoli. 2006: Protagoniza o musical "Sexta-Feira 13" com encenação de António Feio. 2006: Participa na Festa de Natal da Rádio Renascença, sob direcção de Henrique Feist, no Teatro da Trindade. 2006: Participa em diversos espetáculos de solidariedade, inclusive para a Cruz Vermelha, da RTP. 2007: Em "Jesus Cristo Superstar" de Filipe La Féria interpreta, como solista, o papel de "Simão Zelotes", no Teatro Politeama e no Portimão Arena. 2007: Participa no espectáculo "Animais Nocturnos" de Wanda Stuart. 2009: Foi semifinalista do Festival da Canção da RTP, com o tema "Procuro-me Em Ti". 2009: Sob direcção de Pedro Ribeiro, gravou spots e separadores para a Rádio Comercial, em 2008 e 2009. 2010: Grava o seu segundo álbum de originais "Vícios". 2011: Lança o seu primeiro livro de poesia "Camaleão". 2011:Participa como cantor residente no programa "Chamar a musica" da SIC. 2011/2012 Solista no musical "Pinóquio" de Filipe la Féria, com o papel de " Grilo Falante" 2012 cantor convidado da Orquestra Nacional de Jovens, no festival de Dança e Música da Figueira da Foz 2012/2013 Solista no musical "peter Pan" de Filipe la Féria, com o papel de" Barrica/Canudo" 2013 participa como cantor na Gala dos Globos de Ouro da SIC Participações em espectáculos [nota 1] Editar Camaleão Virtual Rock Sexta-Feira 13 Sangue Latino 13, O número da Sorte Jesus Cristo Superstar Animais Nocturnos West Side Story - Amor Sem Barreira Máquina de Somar Pínoquio Peter Pan Globos de ouro da SIC Lançamentos discográficosEditar Qual a Cor[4] Até ao Fim, Som Livre (2006)[4] [5] Vícios, JBJ, (2010)[2] [6]

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez14

Gritali

por Jornal Só Musica

Texto tirado do blog www.gritali.blogs.sapo.pt

Vasco Moreira é Gritali, musico e compositor português, que nos seus trabalhos de musica tem como base a guitarra eletrica o seu instrumento principal. Embora não goste de cantar...também canta...pois nunca encontrou um cantor no seu grupo de amigos para o fazer. Vasco M.Gritali nasceu a 8 de Março de 1978 em Castelões de Cepeda e mora em Recarei (Paredes). É em Recarei que ensaia, grava, ensina a tocar guitarra e bateria também. Desde o início da primeira banda que criou em 1993 os Frangos da Estrumeira. Em 1999 decide seguir com um projeto mais sério de nome Gritali, ou mesmo Gritali & Os Tratantes http://www.gritali.blogs.sapo.pt onde abrange vários géneros musicais como Rock ou mesmo musicas intrumentais gravadas com uma guitarra em várias faixas. Estilo sonoro único considerado por outros musicos. É o criador e administrador do blog mais visitado de musica portuguesa (e alguma internacional) em Portugal: http://www.bmp-zagatiprod.blogspot.com Vasco Moreira Gritali tem como influências vários musicos e bandas de géneros diversificados. Desde tenra idade (ainda antes de entrar na escola primária) começou a ouvir Status Quo e Rolling Stones de cassetes que os irmãos tinham em casa. Também os irmãos gostávam de musica, no qual alguns tinham programas de radio na extinta rádio Recarei, época das rádios piratas em Portugal. Aos 14 anos aprendeu a tocar os primeiros acordes de guitarra com o seu irmão Dinis. Dinis frequentou a escola de Jazz do Porto, compositor também e a grande influência para Vasco M.Gritali levar a sério a vida de guitarrista e compositor.

www.gritali.blogs.sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez14

Carlos Mendes

por Jornal Só Musica

Carlos Mendes, convidado, na Escola Básica e Secundária de Santa Maria (Vila do Porto, ilha de Santa Maria, Açores), como parte do evento "Festejar Abril em Maio" promovido pelo Clube Asas do Atlântico. Carlos Eduardo Teixeira Mendes[1] mais conhecido por Carlos Mendes (Lisboa, 23 de maio de 1947) é um arquiteto, cantor, compositor e ator português. Índice Biografia Discografia Álbuns Singles e EPs Outros Compilações Colectâneas Referências BiografiaEditar Em 1963 foi um dos fundadores do conjunto "Sheiks", que abandonou em 1967[2] para iniciar uma carreira a solo com uma versão de "Penina", que Paul McCartney tinha escrito para os Jotta Herre. Em 1968 venceu o Festival RTP da Canção com a canção "Verão"[3] Na altura [o Festival] marcou-me muito, mas não fiz lá a minha estreia, já vinha dos Sheiks. O Festival da Canção tornou-me ainda mais conhecido do que já era. Nessa altura, os cantores apareciam nas capas das revistas, eram muito populares. Quando regressei da Eurovisão, tive de me refugiar numa quinta de um amigo em Tomar por causa do público. — Carlos Mendes Voltou a vencer o Festival RTP da Canção, em 1972, com "Festa da Vida"[3] . Participa também nas gravações do disco ["[A Fala do Homem Nascido]]". Em 1973 concluiu o curso de Arquitetura iniciado em 1969, passando a exercer essa atividade que abandonaria pouco depois, para se dedicar em exclusivo à música. Em 1976 fundou, juntamente com outros autores, entre os quais Paulo de Carvalho e Fernando Tordo, a primeira editora discográfica independente, Toma Lá Disco. Lança o álbum "Amor Combate". No ano seguinte lançou o álbum "Canções de Ex-Cravo e Malviver" com canções como "Ruas de Lisboa", "Lisboa, Meu Amor" e "Amélia dos Olhos Doces". "Amélia dos Olhos Doces" ficou em 2º lugar no apuramento para o festival da Oti desse ano. A revista Mundo da Canção atribuiu o prémio de "Melhor Disco Infantil do Ano" ao seu trabalho "Jardim Jaleco" que também era um programa de televisão. Em 1979 os "Sheiks" regressam para uma série de 13 programas apresentada na RTP. O grupo lança os LP's "Sheiks com Cobertura" e "Pintados de Fresco 2". Em 1980 gravou a solo o álbum "Triângulo do Mar". O disco "Chão do Vento" foi lançado em 1984. Desloca-se ao Brasil, onde atuou no Teatro João Caetano e no Circo Voador (Rio de Janeiro) e no Pavilhão do Ibirapuera (São Paulo). Em 1985 iniciou aulas de piano e formação musical com a professora Fernanda Chichorro. Deu espectáculos na Suíça, na Bélgica e nos Países Baixos. Participou também no XII Festival Internacional da Juventude, em Moscovo, com mais 150 Países. Em 1986 compôs a música para o filme "O Vestido Cor de Fogo" de Lauro António e para a peça "O Touro" do Teatro de Pesquisa Comuna. Ganhou o prémio da Associação de Críticos para a melhor música de teatro desse ano. No ano de 1987 fez a música da peça de Alves Redol, "O Destino Morreu de Repente", encenada pela Comuna. Compõs para o Festival da OTI a canção representante de Portugal, interpretada por Theresa Mayuko. No ano seguinte fez a música de dois filmes de Luís Filipe Costa para a RTP. Convidado por aquela emissora televisiva compõs músicas originais e fez a direção musical para o programa de Natal. Juntamente com Fernando Tordo, Paulo de Carvalho e o maestro Pedro Osório (maestro) criaram em 1989 o espectáculo "Só Nós Três"[2] que se estreou no Casino do Estoril com grande êxito. Em seguida foi apresentado nos Açores (por ocasião da Presidência Aberta), Macau e outros locais. O disco com base no espectáculo foi um grande sucesso atingindo rapidamente o galardão de platina. Em 1990 compõs, dirigiu e interpretou a banda sonora da série "Por Mares Nunca de Antes Navegados". Criou ainda o espectáculo "Improvisos Carlos Mendes", com encenação de Carlos Avilez. Em 1991 iniciou aulas de canto lírico com a professora Cristina Castro. Criou a opereta musical "O Natal do Pai Natal" a convite da RTP para mais um "Especial de Natal" que foi editado em disco. Gravou para a mesma emissora o espectáculo "Improvisos Carlos Mendes". A Convite

Tirado da wikipedia

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez14

Tantra

por Jornal Só Musica

BiografiaEditar [1] Formado em 1977 por Américo Luís (guitarra baixo), Manuel Cardoso (Frodo) (guitarra), Armando Gama (teclas) e Tozé Almeida (bateria). Em 1978 Armando Gama sai para prosseguir carreira solo, entrando para o seu lugar Pedro Luís (teclas). Em 1980 sai Américo Luís entrando para o seu lugar Dedos Tubarão (pseudónimo de Pedro Ayres Magalhães), tendo sido editado o primeiro trabalho em inglês que, apesar de uma tourné nacional, foi um fracasso comercial. O grupo foi declarado extinto em 1981, mas em 1998 Manuel Cardoso reformou o grupo, sendo no entanto o único elemento da formação original. DiscografiaEditar Mistérios e Maravilhas (álbum 1977) Holocausto (álbum 1978) Humanoid Flesh (álbum 1981) Terra (álbum 2002) Live Ritual (álbum ao vivo gravado em 1977, editado em 2003) Delirium (álbum 2005)[2] Singles Novos Tempos / Alquimia da Luz (single 1976)[3]

Tirado da Wikipedia

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez14

Contactos Jornal Só Musica

por Jornal Só Musica

jornalsomusica@sapo.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez14

blog "Portugal Rebelde"

por Jornal Só Musica

www.portugalrebelde.blogspot.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

27
Dez14

A Trompa

por Jornal Só Musica

Um excelente sitio de musica portuguesawww.a-trompa.net.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D